Seja Bem Vindo!

INFORMAÇÕES, CONTEÚDOS PARA SUAS AULAS, CURIOSIDADES E MUITO MAIS!!

Este ambiente virtual pretende orientar leituras e suscitar reflexões e debates. Seja bem vindo! Inscreva-se, participe, envie seus comentários. Dê sua opinião!
________________

sábado, 2 de maio de 2015

UM JARDIM DA INFÂNCIA DE VERDADE. O MELHOR LUGAR PARA CRIANÇAS QUE VOCÊ JÁ CONHECEU!

Conheça o jardim da infância mais atraente do mundo, em Tóquio, projetado pelo arquiteto Takaharu Tezuka. Nesta encantadora palestra, (vídeo abaixo) passeamos com ele por um projeto que realmente permite que as crianças sejam crianças.

Vídeo: TED – Ideas Worth Spreading
Tradução: Cláudia Boal. Revisão: Nadja Nathan do 247
Takaharu Tezuka e sua esposa Yui gostam de se definir bioarquitetos. Juntos, eles criam espaços pessoais imaginativos e versáteis. São escolas em meio a árvores, parques recreativos feitos com madeiras entrelaçadas, hospitais alegres cheios de zonas com muita luz e espaços abertos. O jardim da infância e outros projetos do casal apresentados no vídeo são exemplos claros de uma arquitetura que se preocupa sobretudo com a arte de viver bem.
Tradução integral da palestra de Takaharu Tezuka no TED/Quioto, Japão:

Este é um jardim da infância que projetamos em 2007. Projetamos este jardim da infância para ser um círculo. É um tipo de circulação infinita em cima do telhado. Se você tem filhos, sabe que as crianças adoram se mover em círculos. O telhado é assim. 
Por que fizemos este projeto? O diretor deste jardim da infância disse: "Não, eu não quero um guarda-corpo." Eu disse: "Isso é impossível!" Mas ele insistiu: "E se colocarmos uma rede na beirada do telhado de modo que segure as crianças que caírem?" Eu disse: "É impossível." E, de fato, as autoridades disseram: "Você tem que colocar um guarda-corpo." Mas podíamos usar esta ideia ao redor das árvores. Três árvores atravessam o telhado. E tivemos permissão para chamar esta rede de guarda-corpo. Claro que redes têm a ver com crianças. Elas se jogam nas redes. E mais crianças se jogam, e mais, mais. Às vezes, são 40 crianças ao redor de uma árvore. O menino no galho está comendo a árvore de tanto que a adora. Quando há algum evento, elas se sentam na beirada. É muito bonito visto de baixo! Macacos no zoológico.  Hora de comer!
Fizemos o telhado o mais baixo possível, pois queríamos ver as crianças em cima dele e não apenas embaixo. Se o telhado é muito alto, vemos apenas o teto. Este é o local de lavar as pernas. Há muitos tipos de torneiras. As que têm canos flexíveis, caso alguém queira jogar água nos amigos, a ducha e a da frente, que é normal. Mas, se vocês olharem bem, o menino não está lavando as botas, ele está enchendo-as de água. Este jardim da infância é totalmente aberto, na maior parte do ano. Não há divisão entre o interior e o exterior. Isto significa, basicamente, que esta edificação é um telhado. Também não existe separação entre as salas de aula. Portanto, não há proteção acústica alguma. Quando se coloca muitas crianças em uma caixa silenciosa, algumas delas ficam realmente nervosas. Mas neste jardim da infância, não há motivo para ficarem nervosas. Não existem divisões.


O diretor diz que se o menino no canto não quer ficar na sala, deixamos que saia. Ele acabará voltando, pois o projeto é circular, dá a volta. A questão é que, em momentos como este, as crianças geralmente tentam se esconder em algum lugar. Aqui, elas apenas saem e voltam. É um processo natural. E, em segundo lugar, consideramos o barulho muito importante. Vocês sabem que as crianças dormem melhor com barulho. Elas não dormem em ambientes silenciosos. Neste jardim da infância, as crianças demonstram uma concentração surpreendente na sala de aula. Vocês sabem que a nossa espécie se desenvolveu em selvas barulhentas. Elas precisam de barulho. E vocês sabem que conseguem conversar com os amigos em um bar barulhento. Não é preciso ficar em silêncio. 
Vocês sabem que, ultimamente, tentamos manter tudo sob controle. É completamente aberta.
  
Vocês devem saber que podemos esquiar a 20 graus negativos no inverno. No verão, vamos nadar. A areia chega a 50 graus. Além disso, vocês devem saber que são à prova d'água. Vocês nunca derretem na chuva. Portanto, crianças devem ficar do lado de fora. É assim que devemos tratá-las. É assim que elas dividem as salas de aula. Elas deveriam ajudar os professores. Não ajudam. Eu não o coloquei ali dentro. Uma sala de aula. E uma pia. Elas conversam umas com as outras em volta da pia. E sempre existem árvores dentro da sala de aula. Um macaco tentando pescar outro macaco do alto. Macacos.

      Takaharu Tezuka e sua esposa

Cada sala de aula tem, pelo menos, uma claraboia. E é por ali que o Papai Noel entra na época do Natal. Esta é uma construção anexa, próxima ao prédio oval do jardim da infância. A construção tem apenas cinco metros de altura e sete andares. E, claro, a altura do teto é bem baixa. Devemos prestar atenção à segurança. Então, colocamos nossos filhos, filha e filho. Eles tentaram entrar. Ele bateu a cabeça. Mas ficou bem. A cabeça dele é bem dura. Ele é resiliente. É meu filho. Ele está vendo se é seguro saltar. Depois, colocamos outras crianças.

O congestionamento é terrível em Tóquio, como sabem. O motorista da frente precisa aprender a dirigir. Hoje em dia, as crianças precisam de uma pequena dose de perigo. E, neste tipo de situação, elas aprendem a ajudar umas às outras. A sociedade é assim. Estamos perdendo esta oportunidade hoje em dia. Este desenho mostra o deslocamento de um menino das 9:10 às 9:30. A circunferência do prédio é de 183 metros. Portanto, não é nada pequena. Este menino percorreu 6 mil metros durante a manhã. Mas a surpresa ainda está por vir. As crianças, neste jardim da infância, percorrem 4 mil metros em média. Estas crianças têm as maiores habilidades atléticas dentre os muitos jardins da infância. O diretor diz: "Elas não são treinadas. Nós as deixamos soltas no telhado. Assim como ovelhas."  Elas correm o tempo todo. O que quero dizer é: não as controle, não as proteja demais, elas precisam cair de vez em quando. Elas precisam se machucar um pouco. Isto faz com que aprendam a viver neste mundo. Penso que a arquitetura é capaz de mudar o mundo, e a vida das pessoas. Esta é uma das tentativas de mudar as vidas das crianças. Muito obrigado. 
Postar um comentário

Você poderá gostar também de: