Seja Bem Vindo!

INFORMAÇÕES, CONTEÚDOS PARA SUAS AULAS, CURIOSIDADES E MUITO MAIS!!

Este ambiente virtual pretende orientar leituras e suscitar reflexões e debates. Seja bem vindo! Inscreva-se, participe, envie seus comentários. Dê sua opinião!
________________

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Crianças vêem, crianças fazem.

     
A pressão coletiva que Emile Durkheim chamou de coerção social, se trata de um fenômeno capaz de até inconscientemente, nos forçar à adoção de determinadas idéias e comportamentos. Por advir do grupo social, esta força também acaba por atingir as crianças. Mas a elas a coerção atinge de maneira mais proporcional ao seu universo social (menor mais específico e quase limitado à família e a escola). Os "ensinamentos" formais, discursos ou "sermões", neste contexto, exercem mais influência do que os exemplos na constituição ética e moral? O que é currículo oculto?  Na ausência da família, quem assume a oferta de exemplos? Os maus exemplos podem ser educativos? As novas tecnologias são aliadas da educação? O que significa "mediação" neste processo?
Veja também: Marta Kohl - Vygotsky parte 1, AQUI e parte 2 AQUI
Conheça todo o conteúdo do Blog, AQUI

Postar um comentário

Você poderá gostar também de: